6 dicas para desenvolver o clima de engajamento na sua empresa

A motivação é responsável por aumento de 50% na produtividade das empresas. Confira como chegar lá.

Apesar do nível de engajamento dos brasileiros nas organizações ainda ser considerado baixo, o país é o terceiro no ranking – com 16% – no número de profissionais que se consideram totalmente engajados no seu trabalho. Em segundo lugar vem a Índia, com 17%, e em primeiro estão empatados Estados Unidos e a China, com 19%. A pesquisa realizada pela Right Management chegou à conclusão de que os profissionais motivados são 50% mais produtivos. A pesquisa ouviu 30 mil pessoas de 15 países, sendo 10 mil delas brasileiras.

Podemos apontar que se por um lado, como Suzan Fournier já nos ensinou em seus artigos de relacionamento entre clientes e suas marcas, um consumidor satisfeito é capaz e facilmente se dispõem à pagar mais por um produto ou serviço de determinada marca, um colaborador satisfeito por sua vez, produz e entrega mais e consequentemente, gera mais resultados para a empresa.

Inseridas na era da transformação digital e inspiradas pelos modelos de sucesso das principais e maiores empresas de tecnologia do mundo, as empresas em geral estão incorporando práticas inovadoras dentro das políticas corporativas. Abaixo, seguem 6 principais dicas de como promover e fomentar o engajamento dos seus colaboradores e os motivar a compartilhar o tão desejado “sentimento de dono”, capaz de gerar muito mais pró-atividade, colaborativismo e principalmente mais eficiência e melhores resultados para toda a organização;

 

1 – Propósito claro e disseminado

Qual a razão de existir da sua empresa? Será que todos os funcionários saberiam responder? Qual o contexto da sua empresa na sociedade? Respostas a perguntas como essas devem ser bem claras, além de ser amplamente difundidas dentro da organização e incorporando-o no ambiente de trabalho. Quando existe um propósito claro, o colaborador trabalha com foco mais direcionado, se torna mais produtivo e presta um atendimento ainda melhor aos clientes.

2 – Bom relacionamento

Problemas de relacionamento com a liderança é um dos principais motivos de pedidos de demissões. Perder talentos por essa razão com certeza não é o que as empresas querem. Os colaboradores, de forma geral, precisam de inspiração e ter gestores que sejam exemplos de conduta e que tenham um ótimo relacionamento com a equipe a ponto de motivá-la a produzir mais.

3 – Reconhecimento, valorização e feedback

Reconhecer cada colaborador pelo seu desempenho faz com que os colaboradores se sintam mais motivados e engajados. É fundamental que tenham claro qual é a real missão dentro da empresa e a importância que a atividade que exercem tem para a organização. Elogiar sempre que alguma tarefa for bem executada e estabeleça um sistema de feedback periódico para que realmente funcione. A ferramenta é importante no processo de relacionamento entre líder e liderado e extremamente importante para que o desenvolvimento do profissional esteja alinhado aos propósitos da empresa. Porém, o estímulo deve estar sempre presente quando as questões abordadas são inovação, empoderamento e autonomia. Mesmo que resulte em falhas. Estas falhas precisam ser vistas e tratadas em conjunto com o colaborador, como um método eficiente de aprendizado.

4 – Remuneração e incentivos

Alguns autores apontam que a atual geração de profissionais está mais preocupada com a satisfação e realização profissional do que com o salário, tanto que muitos afirmam que o dinheiro vem em segundo lugar. Apesar disso, o salário ainda pesa muito, sim, no conjunto de fatores que deixam o colaborador motivado. Afinal, continua sendo um importante indicador de reconhecimento e de quanto a empresa está investindo no colaborador. Por isso, ter um plano de cargos e salários bem definido com bom retorno financeiro é importante. Além disso, oferecer incentivos em prêmios, viagens ou mesmo dinheiro como forma de reconhecimento pelo desempenho, participação, atingimento das metas ou ainda como estímulo para que os colaboradores possam ir além de suas rotinas e competências diárias de forma a desenvolver o negócio como um todo, já se mostrou um eficiente recurso de motivação.

5 – Humanização e flexibilidade

Entender que o funcionário tem uma vida com os inúmeros desafios fora da empresa é o primeiro passo para uma relação humanizada entre empresa e funcionário. Procurar entender isso e oferecer uma política de flexibilidade, inclusive com horários, é um fator que mostra a compaixão e preocupação da empresa com a vida particular do colaborador e isso ajuda a estabelecer uma relação de confiança e de comprometimento por parte do colaborador.

6 – Proponha desafios

Para aumentar a produtividade e ter bons resultados, estabelecer metas para os colaboradores é essencial. Isso porque ajuda a orientar o caminho que deve ser seguido e garante que os resultados estão voltados aos objetivos da empresa. Mas lançar desafios extras pode ser uma forma importante e muito recompensadora de engajar os colaboradores a agirem com uma determinação maior na perseguição de resultados e entregas que possam atender ou mesmo contribuir com desafios mais amplos da organização. Em tempos em que tudo acontece de forma extremamente acelerada, o mercado se tornou mais competitivo e está mais exigente. O fator humano tem se mostrado um grande diferencial para empresas. Por isso, cada vez é necessário investir no capital humano e em estratégias para captar e reter os melhores talentos, mantendo-os motivados e engajados à contribuírem com o que tem de muito valioso, seus conhecimentos. Muitos gestores esquecem ou simplesmente não consideram que o conhecimento de seus colaboradores é um dos principais ativos da sua organização. Pois nele está contido muitos dos segredos que fazem as pessoas, máquinas, processos e tudo mais, funcionar. As pessoas que estão na linha de frente da operação sabem exatamente o porquê algo tem dificuldades para vender, o porquê determinado equipamento é ineficiente e assim por diante.

O Maior ativo de uma organização é o conhecimento das pessoas que convivem dentro dela.


Sendo assim, pense como pode ser rica a experiência de lançar aos colaboradores desafios que atendam os objetivos estratégicos do negócio, permitindo que cada um contribua com uma ou mais ideias de resolução. Ao premiar as melhores ideias, a empresa estabelece uma relação democrática de confiança, colaboração e reconhecimento com alto potencial de engajamento e comprometimento com seus colaboradores.

Se você ficou interessado em como complementar o emprego destas dicas de engajamento na sua empresa com a utilização de uma plataforma de gestão da inovação, capaz de gerenciar a publicação destes desafios, captar ideias e as selecionar para avaliação e ainda permitir a premiação de seus autores para troca de pontos por prêmios por meio de um mecanismo de gamefication, acesse www.exagobrasil.com.br e solicite uma demonstração para compreender melhor como a sua empresa pode em pouco tempo dar um grande salto de produtividade e eficiência, reduzindo custos em muito pouco tempo, utilizando-se do poder do conhecimento de seus colaboradores e os engajar ainda mais no propósito do negócio de sua empresa.

Escrito por: Alexandre Conte

Anúncios